Conteúdo sobre os leilões judiciais

TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE LEILÕES DE VEÍCULOS

Texto 7

Hoje, como o próprio título do post sugere, vamos falar sobre leilões de veículos.

Comprar veículos em leilões judiciais significa que você pode adquirir um veículo com preço bem abaixo do mercado. Porém muitas pessoas ainda tem receio de fazer esse tipo de investimento e nós da Leilões Judiciais estamos aqui para quebrar essas inseguranças e mostrar como investir de forma segura nesse tipo de leilão.

Os veículos ofertados em um leilão judicial são provenientes de ações de qualquer esfera judicial seja ela Federal, Estadual ou do Trabalho e assim como qualquer outro bem penhoravél para o pagamento da dívida.

Para se participar dos leilões de forma a se assegurar o bom investimento deve-se tomar alguns cuidados:

– Verifique no próprio descritivo do leilão todas as condições do veículo leiloado;

– Faça uma pesquisa junto ao departamento de trânsito do seu estado, para se ter ciência das condições desse veículo no que diz respeito a multas, documentação e a situação desse veículo perante ao órgão;

– Visite o veículo de preferência com um mecânico de sua confiança para que ele possa atestar as reais condições desse veículo.

Seguindo esses passos a sua assertividade será maior.

Um último detalhe que deixa muitas pessoas inseguras é referente a possibilidade de fazer um seguro desse veículo. No caso dos veículos provenientes de grandes frotas ou concessionárias o seguro é feito normalmente. No que diz respeito a veículos sinistrados, pode haver um pouco mais de dificuldade mas, segundo o PROCON, nenhuma segurado pode recusar segurar um veículo por esse ser proveniente de leilão.

Caso você tenha alguma dúvida não respondida, entre em contato conosco no campo dos comentários ou em um dos nossos canais de comunicação.

17 Comments

    1. Olá Sr Eliezer, segue nossas orientações: Primeiramente deve-se observar em edital de leilão se consta alguma observação. Que o arrematante será responsável pela alienação, caso não conste, poderá valer o seguinte: Por ordem judicial, a alienação cai na liberação da carta de arrematação, por não surtir efeito sobre o bem arrematado ficando a cargo do executado. Mas, alguns Juízes entendem que os débitos da alienação ficará a cargo do arrematante. Portanto, para que não haja nenhuma surpresa ao receber a carta de arrematação, recomendamos que solicite ao leiloeiro a inclusão de uma condição no Auto de Leilão: “Doutor(a) Juiz(a) solicito que seja baixada a alienação deste bem junto ao Detran, ficando a cargo do executado os débitos por ventura existentes. Caso não seja este o entendimento, que seja cancelada a presente arrematação”.

  1. a minha duvida e a mesma de cima quando o veiculo esta alienado ou com outras restriçoes judiciais, ele sai “livre”?

    1. Olá Sr. Cleber, segue nossas orientações: Primeiramente deve-se observar em edital de leilão se consta alguma observação. Que o arrematante será responsável pela alienação, caso não conste, poderá valer o seguinte: Por ordem judicial, a alienação cai na liberação da carta de arrematação, por não surtir efeito sobre o bem arrematado ficando a cargo do executado. Mas, alguns Juízes entendem que os débitos da alienação ficará a cargo do arrematante. Portanto, para que não haja nenhuma surpresa ao receber a carta de arrematação, recomendamos que solicite ao leiloeiro a inclusão de uma condição no Auto de Leilão: “Doutor(a) Juiz(a) solicito que seja baixada a alienação deste bem junto ao Detran, ficando a cargo do executado os débitos por ventura existentes. Caso não seja este o entendimento, que seja cancelada a presente arrematação”.

    1. Olá Sr. Rodrigo, pode ir vistoriar o veículo normalmente, em horário comercial. Caso seja impedido de ver o bem, entre em contato com a Justiça para que eles tomem as devidas providencias, no caso pode-se solicitar que um oficial de justiça o acompanhe.

  2. POQUE AS SEGURADORAS DEIXAN UM RESTO DO HITORICO DO VEICOLO NO BANCO DE DADOS NACIONA ISO DIFICULTA A VENDA POSTERIOR E POQUE OS LELOEIROS COBRAM TANTAS TAIXAS ALEN DO 5 PORCENTO ETANBEN COBRAM VITEPORCENTO DOREMATANTE NO CASO DE DSITENCIA EQUANTO AO BANCO QUE RECEBE LANCES CONDICIONAL E NAO OMOLOGA O BEM DEVERIA PAGAR CONSOLASAO POR TER CRIADO FALSA PEPEQTIVA DECONPRA VOCE TEM QUE DAR CHEQ CALÇAO E VOCE DEIXA DE PARTICIPAR DO LEILAO EN QUE ESTA ECARRO DE LEILAO SO VAI FICAR BOM QUANDO AS CONPANIAS PARAREN DE VENDER PARA NOS OS PROBLEMA DELES NAO NEGAREN SEGURO A NENHUM CARRO ORIUNDO DE QUALQER LEILAO POIS SE TRATA DE UM NEGOCIO PUBLICO E TRASPARENTE SEN VICIOS

    1. Olá Sr. Bonifacio, esse histórico não é deixado pelas seguradoras, o histórico do veículo é registrado em seu documento, é mais seguro o Sr. saber por onde o veículo já passou, transferências entre outros, do que comprar sem saber de onde ele veio, certo?
      Não existe outras taxas do leiloeiro! existe apenas sua comissão que no geral é 5% (pode ser mais ou menos) mas geralmente apenas 5%
      Existem taxas que a Justiça cobra, essas taxas variam de justiça para justiça, mas no geral são fixas, e de valores baixos.
      Essa taxa de 20% não existe em leilões judiciais, caso sua arrematação não de certo você recebe todo seu dinheiro de volta, corrigido, inclusive a comissão do leiloeiro.
      Em relação a seguros, a seguradora não pode negar a fazer o seguro de um veículo por ele provir de um leilão judicial, esse bloqueio é feito por outras variáveis como “veículo sinistrado”

  3. SIN NAO SERIA UM PROBLEMA DO LEILAO JUDICIAL MAIS DE OUTROS TANTOS QUE CONPRO SENPRE RECEBO CRITICAS DO QUE TOU VENDENDO E DEVOLUÇOES PRECISAMOS MUDAR ISTO

    1. Em todo caso comprar em leilões judiciais é um investimento que contém riscos, nem sempre você terá o bem, pode ser que não aconteça, que demore e não de nada certo. Porém seu dinheiro será devolvido como as devias correções

  4. Bom dia. Arrematei um veiculo no mês 09 do ano 2015. Estou ate hoje com este caminhão parado e pagando as condições sem ter como ele rodar pois não libera os renajud para passa-lo para meu nome. O que vocês especialistas me indicam fazer? Sou novato nesse tipo de compra…. Aguardo e obrigado…

    1. Olá Sr. Fernando, É necessário peticionar no processo, informando a Justiça que realizou o leilão, para que assim eles notifiquem o DETRAN para o desbloqueio do RENAJUD. Caso o Sr. tenha arrematado com um leiloeiro coligado a nós da leilões judiciais, podemos auxiliá-lo no trâmite do processo.

  5. arrematei um caminhao ha uns 3 anos, ate hoje nao consegui passar para meu nome. tenho que contratar um advogado para isso?? nao havia no edital nada que falasse que a baixa das restriçoes seriam minhas..
    nao sei como proceder. Entendo que se eu contratar um advogado para peticionar, oas custas deveriam cair sobre o processo originario do leilao. minha parte eu fiz, paguei debitos e ate mesmo o depósito.
    infelizmente nao posso abrir um processo contra a vara pois acho que é má vontande do juiz e funcionários
    como proceder
    ?

    1. Olá Sr. Anderson, caso tenha arrematado o caminhão em nossos leilões, podemos assessora-lo com esse tramite. Envie um e-mail para arrematantes@leiloesjudiciais.com.br
      com as informações do leilão que participou e o número do processo do bem que arrematou, que nossa equipe jurídica dará o apoio necessário para o Sr.

  6. tenho muito desejo de participar desses leilões mas um dia tentei preencher todas questões exigidas e no final de muitas respostas só dava a mensagem que meu cpf não era válido, gostaria de saber se fiz algo errado e como realmente deverei proceder para poder participar dos leilões, atenciosamente agradeço

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *