fbpx

Guia rápido: Leilões e suas Principais Modalidades

 

Se está cansado de ler textos enormes sobre leilões e não entender nada, esse texto foi feito para você. Com esse GUIA RÁPIDO você poderá entender como é a funcionalidade de um leilão e suas modalidades.
Grandes empresas públicas e privadas, bancos e seguradoras utilizam-se constantemente dos leilões. Também os governos para a venda de estatais. Toda a organização e divulgação fica a cargo do leiloeiro, permitindo que a empresa concentre sua atenção e esforços na atividade principal. O leilão é a forma mais democrática e eficiente para transação de bens. É regido pela lei da oferta e procura, onde o preço é obtido pelo maior lance oferecido pelos interessados (arrematantes). Qualquer item pode ser negociado em leilão, seja móvel, imóvel, automóveis e etc. Vence o leilão o comprador que der o lance mais alto acima do valor previamente combinado.

LEILÃO ONLINE

Com a chegada do COVID-19 e o fechamentos dos locais públicos e privados, os leilões passaram a ocorrer na modalidade somente eletrônica. O mais interessante do leilão online é que ele funciona exatamente da mesma forma de um leilão presencial, mas sem sair de casa.
Como foi explicado anteriormente, o leilão gira muito em torno da figura do Leiloeiro Oficial. Cada leiloeiro tem ou trabalha em uma plataforma (site) diferente, para conseguir participar de um leilão online é necessário que o interessado faça um pré cadastro na plataforma de uma gestora leiloeira de confiança.
Você pode até pensar que é uma desvantagem não poder ver o produto ao vivo, porém, os leilões online permitem que você se cadastre antes, veja fotografias e peça informações, antes e durante o leilão, acaba sendo uma vantagem poder estudar os produtos previamente.

LEILÃO PRESENCIAL

O leilão presencial funciona da mesma forma que o online, mas presencialmente. Para participar, basta se informar com um gestora leiloeira de confiança quando será o próximo evento, e comparecer no horário e local que foi combinado.

LEILÃO JUDICIAL

O ponto de grande definição desse tipo de leilão se dá pelo fato dele ter sido autorizado ou determinado por um juiz, ou seja, é um leilão oriundo de um processo judicial. Podemos citar por exemplo o leilões de imóveis. Um imóvel é levado a leilão por determinação de um juiz, em casos de dívidas, quando o credor, entra com uma ação judicial para fazer a cobrança de uma dívida, nesse caso, os débitos não forem quitados, o imóvel vai a leilão.
Vale a dica que uma das grandes vantagens de um leilão de imóveis é que, dependendo o cenário econômico, você pode ter a chance de ter um lucro alto com a compra de um imóvel leiloado devido ao desconto dado no leilão, que pode chegar a 50% (cinquenta por cento) do valor do bem.

LEILÃO EXTRAJUDICIAL

Ao contrário dos leilões da justiça, o Extrajudicial não é baseado na ordem de um juiz, não é necessário nenhuma ordem judicial.
Por exemplo construtoras podem colocar para leilão imóveis de moradores inadimplentes com o financiamento do imóvel, mas vale lembrar que isso só ocorre em situações extremas onde já foram esgotadas todas as possibilidades de cobrança. Aqui também entram os leilões de veículos alienados, as obras de artes, maquinários e veículos de empresas que desejam se desfazer de suas frotas entre outros.