fbpx

Calculadora do Investidor Imobiliário

CALCULADORA DE LEILÃO JUDICIAL DE IMÓVEIS

Na hora de comprar um imóvel, uma das possibilidades que sempre vêm a cabeça é: será que não compensa eu comprar de um leilão judicial? Bem, nesse artigo vamos explicar como funciona um leilão judicial de imóveis e apresentar uma ferramenta inédita, uma calculadora que simula um leilão judicial de imóveis, que você usa de graça aqui no site, assim você tem mais chances de conseguir saber se está fazendo um bom negócio!

O LEILÃO

Para entender o conceito de leilão judicial de imóveis, é de grande importância esclarecer como funciona a base de um leilão. O leilão é uma prática antiga do mercado, é uma venda pública aberta para qualquer pessoa que tenha interesse de participar de uma negociação, essa negociação pode ser de automóveis, imóveis, objetos etc.

É estipulado um valor mínimo para venda, e o leiloeiro, que recebe os produtos encaminhados para venda, tem a tarefa de vende-los pelo melhor preço, podendo assim ser uma venda muito lucrativa ou não. Vence o leilão o comprador que der o lance mais alto acima do valor previamente combinado.

LEILÃO JUDICIAL DE IMÓVEIS

Uma das grandes vantagens de um leilão de imóveis é que, dependendo o cenário econômico, você pode ter uma grande variedade com boas opções para dar seu lance, pois o imóvel pode acabar no leilão por motivos de dívida não paga, processo de inventário por exemplo, ele se chama leilão judicial por ter sido autorizado ou determinado por um juiz.

A CALCULADORA

O leilão judicial de imóveis pode ser extremamente vantajoso quando se entende do negócio, por isso é necessário se atentar a alguns pontos que ficam claro dentro do nosso simulador de leilão judicial de imóvel, para acessa-lo gratuitamente você precisa primeiramente realizar seu cadastro nesse LINK.

O primeiro passo para conseguir comprar seu imóvel por leilão judicial é col

ocar seus dados básicos aqui:

Calculadora do Investidor Imobiliário

 

Que incluem:

  1. Seu nome completo.
  2. Seu e-mail.
  3. Seu telefone com DDD.
  4. Como é seu perfil quanto a leilões:
    1. Interessado ou entusiasta em leilões, que serve para você que ainda não tem certeza se quer participar de um leilão, mas que se interessa ou estuda o assunto.
    2. Investidor em imóveis, que tem como parte de renda a administração ou venda de imóveis.
    3. Investidor em imóveis de leilão, que tem como parte de renda a administração ou venda de imóveis de leilão.
    4. Profissional do segmento jurídico, que pode trabalhar com leilões.
    5. Leiloeiro, conforme foi explicado anteriormente, é quem cuida dos leilões.
    6. Corretor, assessor ou outros, para quem é corretor ou trabalha na área de imóveis e quem não se encaixa nas categorias anteriores.
  5. Responder soma matemática para validação de identidade.

Com isso, você desbloqueia a calculadora e pode começar a simular se o negócio que está interessado está valendo a pena.

COMO SABER SE O NEGÓCIO É VANTAJOSO

Para saber se comprar o imóvel que está interessado é vantajoso, você precisa preencher os campos abaixo:

Calculadora do Investidor Imobiliário

Começando pelo valor do arremate no leilão e o valor de venda do imóvel:

  1. Valor do Arremate, você precisa informar o valor que pretende pagar ou pagou pelo imóvel.
  2. Valor de Venda do Imóvel, você precisa informar por quanto você pretende vender esse imóvel.

Depois disso, é necessário saber o valor dos impostos do imóvel:

  1. Ganho de capital (IRPF), onde você deve informar a alíquota do IRPF, o padrão é 15%.
    1. Lei nº 13.259/2016Altera as Leis nos 8.981, de 20 de janeiro de 1995, para dispor acerca da incidência de imposto sobre a renda na hipótese de ganho de capital em decorrência da alienação de bens e direitos de qualquer natureza, e 12.973, de 13 de maio de 2014, para possibilitar opção de tributação de empresas coligadas no exterior na forma de empresas controladas; e regulamenta o inciso XI do art. 156 da Lei no 5.172, de 25 de outubro de 1966 – Código Tributário Nacional.
  2. Impostos de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), onde você deve informar a alíquota do ITBI, o padrão é 3%.
    1. O ITBI é um tributo municipal que deve ser pago ao estado quando ocorre uma transferência imobiliária.
  3. Registro / Escritura, onde você deve informar a alíquota do ITBI, o padrão é 2%.
    1. A escritura e o registo comprovam a venda de um imóvel, a escritura prova a compra e venda, mas é necessário fazer também o registo, que cuida de todo o histórico de acontecimentos relacionados ao imóvel desde a sua construção.

Porém, não é que por se tratar de um leilão, não tem taxas, dentro dos leilões judiciais de imóveis existem taxas necessárias, como a comissão do leiloeiro e da assessoria jurídica, como explicado anteriormente, por se tratar de um leilão judicial, é necessário acompanhamento jurídico, então é necessário preencher:

 

  1. Comissão do Leiloeiro, que é avisada previamente, mas o padrão é 5%.
  2. Assessoria Jurídica, que pode variar de escritório para escritório, mas costuma ser entre 5 e 10%.

Após a parte burocrática passar, o imóvel já é considerado seu, mas ainda restam alguns gastos relacionados a mudanças e reformas, sendo assim é importante colocar:

  1. Caminhão de mudança.
  2. Reformas, pinturas e ajustes gerais.
  3. Outros gastos.

É importante não esquecer dos gastos padrões de ter um imóvel no seu nome, e pensando na venda, contando com a reforma, quanto tempo você levaria para vender esse imóvel, dentro disso, IPTU mensal e condomínio, que é opcional, então para a calculadora calcular o valor total de gastos após a posse do imóvel, é necessário preencher mais itens:

  1. Prazo de venda, como explicado anteriormente, você adquiriu o imóvel, precisa reformá-lo antes de vender, quanto tempo isso vai levar?
  2. Qual o valor do IPTU mensal? Assim a calculadora vai te dar baseado nos meses informados no item anterior, quanto você vai gastar com o IPTU.
  3. Valor do condomínio, esse item é opcional pois nem todos os imóveis possuem condomínio, mas caso possua, a calculadora vai te dar o valor final baseado nos meses colocado no primeiro item.

E por fim, despesas com a venda, a clássica comissão ao vendedor ou corretor, que varia de caso a caso, mas costuma ser em torno de 6%. Depois de preencher todas essas informações, a calculadora vai somar quanto você gastou ou pretende gastar dentro de toda operação de compra e venda, e no fim vai te explicar se você lucrou ou saiu no prejuízo na hora de investir no tão sonhado imóvel de leilão judicial.

 

Agora que já conhece a ferramente click aqui para testar.